top of page
Buscar

🚮 QUEBRANDO BARREIRAS: A BATALHA PELA IGUALDADE DE GÊNERO NO CICLISMO.

Por muito tempo, o ciclismo foi um esporte dominado pelos homens, com a participação das mulheres sendo amplamente negligenciada atĂ© as Ășltimas dĂ©cadas.‍♀ Embora a situação tenha melhorado consideravelmente, o ciclismo feminino ainda enfrenta muitos desafios, incluindo desigualdade salarial, cobertura da mĂ­dia e oportunidades de patrocĂ­nio. Mas, apesar da desigualdade, as mulheres continuam quebrando barreiras e ultrapassando limites. Um momento decisivo veio com a inclusĂŁo do ciclismo feminino nas OlimpĂ­adas de 1984, quando Connie Carpenter-Phinney conquistou a primeira medalha de ouro olĂ­mpica feminina. Desde entĂŁo, muitas mulheres deixaram sua marca, incluindo Jeannie Longo, Marianne Vos e Anna Van der Breggen. Jeannie Longo, ciclista francesa, conquistou vĂĄrios tĂ­tulos mundiais e uma medalha de ouro olĂ­mpica na perseguição individual, enquanto Marianne Vos, ciclista holandesa, foi sete vezes campeĂŁ mundial e conquistou vĂĄrias medalhas olĂ­mpicas. Van der Breggen, outra ciclista holandesa, conquistou o ouro nas OlimpĂ­adas do Rio e o no Giro Rosa, uma das provas por etapas de maior prestĂ­gio no ciclismo feminino. Um dos maiores desafios continua sendo a disparidade salarial! O salĂĄrio mĂ©dio de um ciclista masculino do WorldTour Ă© de cerca de € 200.000, enquanto o salĂĄrio mĂ©dio de uma ciclista feminina no Women's WorldTour Ă© de cerca de € 27.000. Essa enorme diferença salarial nĂŁo Ă© justificĂĄvel e totalmente injusta, uma vez que ciclistas masculinos e femininos treinam com a mesma intensidade e se esforçam da mesma forma para ter sucesso.


A falta de cobertura da mĂ­dia e oportunidades de patrocĂ­nio Ă© outra questĂŁo que precisa ser abordada.


đŸ“ș Muitas corridas femininas nĂŁo sĂŁo televisionadas, e aquelas que o sĂŁo geralmente recebem menos cobertura do que suas contrapartes masculinas. Essa falta de exposição torna mais difĂ­cil para as mulheres ciclistas obterem o reconhecimento que merecem, o que, por sua vez, limita suas oportunidades de garantir patrocĂ­nios para suas carreiras.


No entanto, houve vĂĄrios desenvolvimentos positivos nos Ășltimos anos. 🌐 O Women's WorldTour foi estabelecido em 2016, fornecendo uma plataforma para as melhores ciclistas competirem entre si e elevando o perfil do ciclismo feminino.


✅ TambĂ©m houve algumas campanhas de destaque para melhorar a igualdade de gĂȘnero no ciclismo, como a campanha #RideForMore, que pede igualdade salarial e igualdade de oportunidades para as mulheres no esporte. AlĂ©m disso, vĂĄrias equipes profissionais de ciclismo tomaram medidas para promover a igualdade de gĂȘnero, fornecendo a seus ciclistas masculinos e femininos recursos e oportunidades iguais.


O ciclismo feminino jĂĄ percorreu um longo caminho, mas ainda hĂĄ muito a ser feito para alcançar a verdadeira igualdade de gĂȘnero no esporte. đŸšŽâ€â™€ïž Com esforços contĂ­nuos e vontade coletiva, podemos esperar ver mais mulheres quebrando barreiras e alcançando a grandeza no mundo do ciclismo.


🔮 Precisamos falar cada vez mais sobre essa batalha pela igualdade de gĂȘnero!


Por isso começamos a falar: âžĄïž https://rouvy.com/women

whatsapp-icone-1.png
bottom of page